Skip to content

Se eu tenho um desejo, eu deixo arder…

O desejo não tem idade, só paramos de desejar algo quando estamos completamente preenchidos algo que eu acho bem improvável, sempre estamos querendo mais é do ser humano ser felizmente insatisfeito, isso é real.

Buscamos melhores colocações profissionais, melhores salários, cargos, melhores pessoas para nos relacionar, procuramos sempre não cair nas mesmice dos relacionamentos, que inevitavelmente caem na rotina.

Rotina é bom, claro, assim como estabilidade em todos os campos também, mas e o frio na barriga? E o arrepio na espinha, desejo que consome nossos pensamentos? E uma simples lembrança de como é sentir a pele na pele, a barba na nunca, o cheiro, feromônios sabe? Excitação, estimulo, contato…

O pensamento acelera, a boca deseja, as pernas tremem e o corpo pede contato, pede embaraço, pede suor escorrendo, pede tesão.

Deixa arder, deixa queimar, sempre a melhor parte é aquela que não sabemos, o imprevisível sempre surpreende quem se arrisca. Pra melhor ou pra pior, só depende de como conduzir cada passo, suavemente por caminhos que estão por vir.

Nada pior que nos privarmos do que sentimos ou desejamos, momentaneamente ou por uma temporada, quem sabe?

Desejo, lambida, pele, boca, olhos, beijos, sorrisos, sons, cheiros…

‘’ Somos punidos pelo que negamos. Cada impulso que tentamos sufocar persevera em nosso íntimo e nos intoxica’’

Oscar Wilde

Continue reading Se eu tenho um desejo, eu deixo arder…

Leave a Comment

Estranhamente vazios, nós estamos?!

Ultimamente tenho  esbarrado com pessoas diferentes, algumas amáveis, outras carentes e outras estranhamente confusas, ainda não estou sabendo lidar com essas variáveis, tempos atrás tiraria de letra e compreenderia cada uma delas, talvez teria mais paciência pra ler nas entrelinhas, mas não, hoje não tenho mais essa sensibilidade toda. Cansei…

Cansei de ouvir e não ser escutada, cansei de olhar profundamente esperando que o outro me olhe assim também, ando evitando o drama, as explicações e até mesmo o carinho. Eu passo e elas ficam para trás.

Tem meses que falo que o mundo todo anda meio esquisitão, as pessoas estão vazias de si e nisso elas esvaziam quem está por perto, por exemplo quem te rouba o sorriso só por não se sentir feliz naquele dia, ou quem não se solidariza pela sua dor pois as vezes ela não está aparente, então você está sorrindo linda e bela vem aquele unicórnio roxo e senta na sua cabeça até que seu sorriso se transforme em raiva.

Hoje em dia tenho encontrado pessoas que se beijam de olhos abertos, que pegam na mão com receio de ficarem grudadas, eu não sei se mudei o jeito de olhar as coisas mas tenho percebido uma falta de amor geral, tenho percebido também a busca desesperada pela felicidade fake, o amor ostentação e lista de amigos enfeites em redes sociais.

Tenho saudade do olho no olho, da conversa sincera, risada solta, sem pressa e relógio marcando a hora de ir embora.

Tic Tac seu tempo está passando.

Sinto saudade de poder falar qualquer besteira e não ser taxada de maluca com ideias absurdas, sinto muito pelas pessoas que tenho encontrado por ai, elas estão tão perdidas quanto eu, muitas delas estão buscando por coisas parecidas, sentimentos ou companhia, nós, eu, elas, eles.

Será que tá rolando um surto coletivo e só agora eu me dei conta?

Ando desanimada pra escrever sobre o que tenho vivido, tem tanta intensidade que me faltam palavras sabe? Então, entre um café e outro eu vou levando a vida, tentando não me afetar por essas pessoas, cada uma delas já tem um fardo bem pesado e eu não quero ajudar mais ninguém a carregar nada, não é falta de amor é excesso, de amor próprio.

Como disse esses dias ‘’ de hoje em diante eu me comprometo em não me desapontar com nada mais, já tinha isso como projeto de vida e vou seguir, doa a quem doer eu sempre estarei em primeiro lugar, simples assim’’

E termino esse texto meio desconexo assim com a frase da semana:

‘’Às vezes a gente só quer ser sozinho.
Outras a gente só se perdeu do bando… 🌿

Você pode ler esse texto de novo escutando essa música Nirvana – Smells Like Teen Spirit

menina-do-balao-vermelho

Continue reading Estranhamente vazios, nós estamos?!

Leave a Comment
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.

Videos, Slideshows and Podcasts by Cincopa Wordpress Plugin